11/10/2017 18:16:05

Desagravo público em Juiz de Fora tem presença do presidente da OAB Federal




A OAB Minas realizou sessão de desagravo público, em frente à entrada do Fórum Benjamim Colucci, na cidade de Juiz de Fora, nesta quarta-feira (11/10). O ato foi a favor do advogado Alexandre Franz Carvalho, que foi retirado de audiência, durante atuação profissional, por ordem do juiz de direito da 2ª Vara cível, Luiz Guilherme Marques.

A sessão de desagravo contou com a presença do presidente da OAB Federal, Cláudio Lamachia; da presidente em exercício da OAB Minas, Helena Delamonica; do coordenador da força-tarefa e tesoureiro adjunto da seccional mineira, Adriano Cardoso; do presidente e vice-presidente da Comissão de Defesa das Prerrogativas, Bruno Cândido, e foi acompanhado por dezenas de advogados da cidade.

Para o presidente da OAB Federal, Cláudio Lamachia, a Ordem tem como missão estar aonde a advocacia está. "Onde houver uma advogada ou um advogado impedido de exercer plenamente sua função pública, lá estará a Ordem para garantir o regular exercício profissional", disse.

Adriano Cardoso afirmou que a classe está unida para coibir e evitar ataques às prerrogativas. "Este histórico ato simboliza a união da classe em torno deste tema tão caro aos advogados que são as suas prerrogativas, sem as quais não há o livre exercício da profissão". O presidente da Comissão de Prerrogativas, Bruno Cândido, disse que a grande adesão ao ato de desagravo demonstrou a importância do instituto na defesa de prerrogativas profissionais.

O advogado Alexandre Franz Carvalho destacou que "o advogado sem prerrogativas é um soldado sem arma. A advocacia tem que ter seus direitos protegidos, sem os quais não consegue defender de maneira adequada a sociedade", disse.

Força-tarefa

A força-tarefa vem realizando atos em defesa de advogados que tenham sofrido qualquer tipo de ofensa no exercício profissional, em várias cidades do estado. Os processos de desagravo são julgados pela Câmara de Desagravo Público da seccional mineira. O ato é uma manifestação pública no qual a OAB Minas externa apoio ao profissional e repudia qualquer atitude que infrinja as prerrogativas dos advogados, o que é assegurado pela lei 8.906/1994.

A força-tarefa é uma iniciativa da gestão para garantir maior celeridade na realização dos atos. "Nenhum advogado que tenha sido desacatado no exercício da profissão vai ficar sem o apoio da OAB Minas. A garantia dos seus direitos se reflete na defesa independente e autônoma do cidadão", afirmou o presidente da OAB Minas, Antônio Fabrício Gonçalves.





RECEBA O BOLETIM ELETRÔNICO OAB/MG NOTÍCIAS

Nome


E-mail






OAB/MG - Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Minas Gerais
Rua Albita, 250 - Cruzeiro | Belo Horizonte - MG | CEP 30310-160 | Telefone (31) 2102-5800